Gestantes devem ter muita atenção com a saúde bucal no período; Falta de cuidado e doenças periodontais podem levar ao parto prematuro em situações mais graves

Alguns pacientes de grupos específicos, caso dos diabéticos, por exemplo, precisam ter uma atenção a mais com a saúde bucal, devido aos riscos que algumas das enfermidades nascidas na boca podem causar. Um perfil que demanda atenção redobrada são as gestantes, pois o mal cuidado com o dente, e as doenças periodontais podem acarretar em consequências para a gestação e também para o bebê.

“Os médicos não falam muito sobre os cuidados com a saúde bucal no decorrer da gestação, e isso é um erro grave, que pode resultar em infecções e até mesmo no nascimento precoce do bebê em casos mais severos”, alerta Paulo Nacarato, dentista em São Paulo com atendimento no Jardins e estacionamento próprio.

Por que o risco é maior?

Durante a gravidez, a produção hormonal da mulher fica muito alterada, influenciando desde a quantidade de produção de saliva até em reações com bactérias. Com isso, a mulher fica mais suscetível a ter uma infecção, principalmente se aliviar na higienização da saúde bucal.

Estudos apontam que, quando a infecção se espalha pela corrente sanguínea, ela pode estimular a produção de mediadores inflamatórios que induzem o parto, podendo ser prematuro ou de risco. “Realizar o acompanhamento odontológico nesta fase da vida é importantíssimo, tanto para a saúde da mãe quanto do bebê. Além disso, seguir e ter ainda mais atenção com a higienização completa, com o uso de fio dental diariamente para evitar que as placas se acumulem”, salienta Nacarato.

Doenças preexistentes também devem ser informadas aos profissionais de saúde, já que, devido às alterações hormonais, elas podem se intensificar. “Vale incluir nos cuidados adicionais da gestação uma visita periódica ao dentista, de modo que possam ser antecipados possíveis problemas de saúde”, diz Nacarato.

Sintomas para ficar de olho

– Sangramento gengival

– Dor

– Mobilidade nos dentes

“Com o aumento dos enjoos e a falta de saliva, é importante não descuidar da escovação, pois eles favorecem o surgimento de cáries e inflamações. Tente evitar a gengivite de gestante, bastante comum nos consultórios odontológicos”, diz o dentista, que conta com mais de 30 anos de experiência.

Criar o hábito de beber água constantemente também ajuda a evitar a boca seca e a formação de bactérias. Não esqueça de visitar o seu dentista periodicamente. Quer agendar uma consulta com um dentista experiente? Entre em contato com a Clínica Nacarato.

CategoryOdontologia
Escrever um comentário

*

Seu e-mail não será publicado

Responsável Técnico - Dr. Paulo Nacarato (CROSP 36130)| Clínica Nacarato Odontologia (CROCL9597)

Logo Profissas

Agende sua consulta!