Procedimento que integra a odontologia minimamente invasiva visa reduzir a necessidade de cortes e o tempo de cirurgia, oferecendo mais conforto e recuperação mais rápida para o paciente

Um dos procedimentos mais buscados – que integra a Odontologia Estética – está sendo realizado na Clínica Nacarato: a cirurgia plástica gengival flapless. A técnica foi criada para reduzir os cortes feitos na gengiva, os sangramentos, o tempo de cirurgia e oferecer mais conforto, mais rapidez na recuperação e um tratamento mais eficiente.

Guiado por computador, o procedimento evita os cortes na gengiva, pois não há a necessidade de levantar e remover o tecido ósseo, como era feito em procedimentos anteriores. As remoções necessárias são feitas sem incisão, com o uso de instrumentos exclusivos e específicos para o tratamento. Por isso, a cicatrização e o conforto são mais rápidos, fazendo com que a recuperação diminua de 90 para 30 dias.

Trata-se de um procedimento que faz parte da odontologia minimamente invasiva, quando as técnicas e a tecnologia se encontram, visando oferecer o máximo conforto para o paciente e os menores incômodos ao longo do procedimento, assim como mais tranquilidade no período pós-operatório.

As indicações

Em geral, a maior parte dos casos se deve aos aspectos estéticos, como o próprio nome do procedimento já define. Tratam-se de gengivas muito grandes – também conhecida como sorriso gengival –, retrações (quando as raízes dos dentes estão expostas), recobrimento gengival (quando a gengiva é muito fina), afetando a coloração considerada natural ou os delineamentos tradicionais.

Para cada um desses quadros, o procedimento acaba se transformando, mas ainda é possível verificar a possibilidade de utilizar a técnica flapless, com redução de cortes e dos incômodos causados.

Pré-requisitos

Para poder realizar a cirurgia plástica gengival, assim como em outros tratamentos estéticos, é preciso que a saúde dentária do paciente esteja em dia, especialmente relacionada a duas situações:

– Sem indícios de periodontite ou, em caso de confirmação do quadro, que seja feito tratamento prévio;

– Pode haver a necessidade de um tratamento para placa bacteriana também.

Também há necessidade de que o paciente se comprometa com a higiene bucal, especialmente no período pós-operatório, o que garante uma recuperação isenta de problemas.

Contraindicações

Embora o procedimento seja mais uma confirmação de como a tecnologia está transformando a odontologia, nem todos podem fazer a cirurgia plástica gengival com a técnica flapless. Além dos aspectos odontológicos, confira outras pessoas que não estão aptas à técnica:

– Os fumantes, por exemplo, devem evitar em função dos riscos de retração gengiva.

– Pacientes com diabetes elevada ou sem controle;

– Pessoas com problemas sistêmicos mais graves, que afetem a coagulação;

– Gestantes precisam ser avaliadas com mais cuidado.

Procura um dentista em São Paulo para saber mais sobre a técnica flapless para cirurgia plástica gengival? Entre em contato com a Clínica Nacarato, localizada no Bairro Jardins, que conta com estacionamento próprio.

Escrever um comentário

*

Seu e-mail não será publicado

Responsável Técnico - Dr. Paulo Nacarato (CROSP 36130)| Clínica Nacarato Odontologia (CROCL9597)

Logo Profissas

Agende sua consulta!