Cuidados com a higiene dos equipamentos e do profissional melhoram processo de cicatrização e diminuem o risco de infecção, sobretudo na implantodontia; Atenção à certificação do material também é importante

Não é segredo que a implantodontia é uma das áreas mais complexas da odontologia. Os procedimentos relacionados – tanto os implantes dentários quanto o protocolo sobre implantes – exigem um grande planejamento, o uso de tecnologias mais adequadas e algo fundamental: higiene e cuidados em biossegurança.

Muitos dos procedimentos necessários para que um tratamento tenha sucesso dependem de uma boa cicatrização, fugindo de infecções e outras questões pós-operatórias. Por esse motivo, o paciente deve escolher um local que atente para as questões de segurança em implante dentário e também para os outros procedimentos, incluindo aqueles que integram a odontologia estética em São Paulo.

Vale ressaltar que o paciente só se coloca em risco caso não opte por um consultório seguro e um profissional capacitado. Mas não é só isso: outras doenças podem se desenvolver a partir disso, como a herpes, a sífilis e até a hepatite.

Os cuidados da clínica

Nem tudo que brilha está, de fato, limpo, desinfetado ou esterilizado. Por isso, é ideal que a clínica conte com uma autoclave, equipamento para fazer a higiene dos instrumentos. Na Clínica Nacarato, além da autoclave, foi eliminada a cuspideira, item responsável por muitos dos problemas de biossegurança enfrentados.

Imagine quantas pessoas passam pela cadeira do dentista, com gripes, resfriados e, ao cuspirem, deixam vírus e outras bactérias logo ao lado do local onde o dentista faz procedimentos cirúrgicos complexos, como a implantodontia. “Adotamos medidas de segurança, visando a proteção dos pacientes e da própria equipe”, explica Paulo Nacarato, profissional com mais de 30 anos de experiência em São Paulo.

Não à toa, o índice de pacientes insatisfeitos é muito baixo, pois esse tipo de cuidado evita infecções indesejáveis e simplifica o pós-operatório, acelerando a recuperação e reduzindo as dores. Com cuidados simples, como a higienização das mãos e dos equipamentos, o uso de materiais (como toucas, luvas, máscaras, aventais), e a dispensa de profissionais com sintomas de gripe, por exemplo, torna-se mais simples evitar a infecção cruzada – contaminação realizada entre pessoas.

O que o paciente deve observar

– O espaço tem um aspecto limpo?

– A clínica conta com autoclave para a higienização de equipamentos?

– A cuspideira ainda existe?

– Os profissionais utilizam materiais de higiene, como luvas, máscaras, aventais?

– O profissional alerta a respeito dos cuidados de higiene que serão tomados ao longo do tratamento e orienta sobre como se portar na higiene pós-procedimento?

Materiais certificados

Para que o procedimento seja totalmente satisfatório, é preciso contar com materiais certificados e optar por um profissional qualificado. Aproximadamente 35% da população necessita de um tratamento dentário, podendo ser um implante, que tem um índice muito baixo de rejeição — inferior a 5%.

“Esse número alto de aceitação deve-se ao uso de bons materiais. Nós trabalhamos com titânio ou zircônio com garantia vitalícia, que minimizam o risco de infecções, por exemplo”, explica Nacarato, responsável pela Clínica Nacarato, onde realiza os implantes dentários em São Paulo, no Jardins.

“Nós oferecemos os melhores materiais do mercado. A escolha do tipo de prótese acontece em conjunto com o paciente, que pode optar e tirar todas as suas dúvidas em relação ao material, durabilidade, estrutura, além do tratamento em si e dos cuidados pós-operatórios”, diz Nacarato.

Marcas reconhecidas: Straumann

Os materiais de qualidade se tornam um dos principais atributos que deve ser buscado pelos pacientes em um consultório, além de conhecimento, tratamento humanizado e expertise na área. Em termos de implantes, uma das marcas mais notórias e seguras para se trabalhar é a suíça Straumann, que conta com um padrão específico, buscado pelos profissionais e pelos pacientes, em função da recuperação mais rápida e procedimentos menos invasivos, com taxa de sucesso superior a 98%.

“O sistema da Straumann é conhecido pela qualidade, confiabilidade e eficiência. Ele carrega os aspectos da precisão suíça. Além disso, uma vantagem tanto para o profissional quanto para o paciente é a possibilidade de prever os resultados, sejam eles estéticos ou funcionais”, explica o dentista de São Paulo.

Material de qualidade: zircônio

A suíça Straumann desenvolveu implantes dentários de zircônio, um material cerâmico, de cor branca e alta resistência, ideal para pacientes que desejam mesclar os benefícios dos tratamentos de implantes com a melhora da autoestima dos procedimentos estéticos. Em geral, os implantes de titânio – material mais comum – são extremamente seguros, mas com o uso da zircônia, o risco de doenças periodontais se reduz ainda mais, evitando reações.

O zircônio conta com garantia vitalícia, devido à durabilidade, efetividade e à redução quase a zero do risco de infecções. “As complicações periodontais são um dos maiores riscos desse procedimento, mas se tornam quase ínfimas ao usar um material como o zircônio”, diz o dentista especializado em implante dentário no Jardins.

Em geral, os implantes dentários de zircônio são mais recomendados para a perda de um ou mais dentes do que da arcada dentária como um todo. De qualquer forma, a nova matéria-prima aparece com mais frequência nos consultórios que atuam com as mais novas tecnologias e procedimentos e começam a gerar interesse dos pacientes.

SLActive

Um outro produto da marca suíça Straumann com excelentes resultados para profissionais e pacientes é o SLActive. O implante SLActive – cujo significado é “a única superfície ativa” -, tem como principal característica a rapidez na cicatrização, possibilitando a utilização em casos com pouca parte óssea.

“O modelo SLActive é muito indicado para casos difíceis, pois apresentam melhor estabilidade nos estágios avançados da cicatrização”, afirma Nacarato, especialista em Prótese Dental e Implantodontia em São Paulo.

De acordo com o profissional, é possível ter a osseointegração em apenas 21 dias, tempo reduzido em relação aos demais modelos. “Esse período permite fazer coroas de porcelana sobre o implante, por exemplo, mais rápido que qualquer outro sistema de implantes do mundo”, garante Nacarato.

A rápida cicatrização acontece graças à tecnologia utilizada, que favorece a adesão de células que formam a estrutura óssea ao redor do implante. Veja outros benefícios do modelo:

– 60% menos risco de perda do implante;

– Melhora da disposição óssea;

– Melhor estabilidade do implante em estágios avançados de cicatrização – reduzida para 3 a 4 semanas ao invés de 6 a 8 semanas.

A Straumann investe constantemente em pesquisas científicas e estudos para desenvolver o que há de mais moderno se tratando de implantes dentários, instrumentos cirúrgicos ou materiais de próteses. “Procuramos os melhores produtos, visando o bem-estar dos nossos pacientes”, diz Nacarato.

Material inadequado ou falsificado

Estima-se que um terço dos procedimentos de implantes do Brasil não apresentam certificação de origem, segundo a Associação da Indústria de Equipamentos Médicos e Odontológicos. Por isso, recomenda-se ao paciente escolher com cuidado o profissional responsável pelo procedimento.

São muitos os danos de quem utiliza materiais sem a certificação adequada. “Rejeição é a principal delas, pois os dentes não seguram, amolecem e caem, fazendo com que o tratamento perca todo o efeito”, alerta Nacarato. Além da rejeição, outros fatores interferem no procedimento, como a demora na recuperação e o acúmulo de resíduos.

Essa garantia no Brasil é ainda mais importante, sobretudo depois de um levantamento da Abimo, que constatou que um terço dos 2,2 milhões de procedimentos registrados no país foi realizado com material pirata.

Os materiais certificados devem conter o selo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), como os da Straumann, que passam por uma série de testes para garantir a sua segurança. Como ele é inserido diretamente no osso, o tipo de material precisa interagir para não causar qualquer tipo de rejeição no paciente. Caso o item usado não seja original, o paciente corre o risco de perder o implante, além de infecções e inflamações.

Segurança

O paciente que busca os implantes dentários sabe da importância do procedimento, tanto no aspecto estético quanto para recuperar a capacidade funcional. No entanto, a implantodontia segura é um dos tratamentos mais caros em função de sua complexidade. Nesse aspecto, optar pelo dentista mais barato pode se reverter de forma negativa para o paciente, especialmente se ele não tiver uma preocupação com os materiais.

Cabe ao paciente questionar o profissional sobre o tipo de material usado, como será o procedimento, quanto tempo ele vai levar, entre outros detalhes. Um bom profissional não só vai oferecer todas as explicações, como dar detalhes dos diversos aspectos e minúcias que envolvem a implantodontia.

Quer conversar mais sobre implante dentário? Interessado em realizar o procedimento em São Paulo? Entre em contato e agende uma consulta!

Responsável Técnico - Dr. Paulo Nacarato (CROSP 36130)| Clínica Nacarato Odontologia (CROCL9597)

Logo Profissas

Agende sua consulta!
Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0